Hospitais que tiveram greve agora pagam salários antes do 5o dia útil

Thereza Perlatti fez pagamento aos funcionários no dia 2 de abril - Santa Casa de Bariri paga 60% no dia 3, conforme Mesa de Conciliação no Tribunal

Por José Luiz H. Galazzini 04/04/2018 - 12:56

Dois hospitais da base territorial do Sindsaúde de Jaú e Região que atrasavam o pagamento de salários e tiveram greve, agora estão fazendo o pagamento antes do quinto dia útil. Por causa da greve e da audiência no TRT de Campinas, os hospitais assinaram um termo de compromisso se comprometendo a manter em dia o pagamento dos salários aos profissionais da saúde. O Hospital Thereza Perlatti fez o pagamento no dia 2 de abril. A Santa Casa de Bariri/Organização Social Vitale Saúde pagou no dia 3 de abril. O quinto dia útil será na sexta-feira (6/04).

A presidente do Sindsaúde, Edna Alves, ressalta que no caso da Vitale o compromisso assinado na Mesa de Conciliação foi de pagar 60% dos salários até o quinto dia útil nos meses de abril e de maio – os 40% restantes serão pagos entre os dias 15 e 25, mediante repasse do convênio com o SUS. “Para a folha a ser paga em julho os 100% deverão ser pagos até o quinto dia útil”.

De acordo com Edna Alves, “isso significa que após a assinatura do TAC no Tribunal as entidades estão cumprindo seu dever”. A greve na Santa Casa de Bariri, que é administrada pela Vitale, foi de 11 a 21 de março. O hospital atrasou salários por quatro meses consecutivos. Diante disso, os funcionários votaram pela greve, que foi considerada legítima no TRT e todos os dias parados dos grevistas foram pagos normalmente.

Em relação ao Hospital Thereza Perlatti, a greve foi de 18 de dezembro de 2017 a 16 de janeiro deste ano. Foram 28 dias de paralisação e a greve também foi considerada legítima pelo TRT. O hospital teve de devolver aos grevistas o dinheiro descontado na folha de dezembro e teve de pagar integralmente o salário de janeiro. No TAC assinado pelo hospital, a instituição se comprometeu a pagar em dia os salários e tem feito isso desde então – aliás, mais do que isso, está pagando de forma antecipada.

O Perlatti, no entanto, ainda está com metade do décimo terceiro (abono) atrasado. O hospital pagou parte da primeira parcela no fim de novembro e outra parte em janeiro. A segunda parcela do abono ainda não foi paga. O Sindsaúde está tomando as devidas providências legais para tentar resolver essa pendência.