Médico Nefrologista faz palestra para diretoria da Santa Casa e Secretário de Saúde de Jaú. Na ocasião foi renovado convênio com o SUS

Médico Nefrologista faz palestra para diretoria da Santa Casa e Secretário de Saúde de Jaú. Na ocasião foi renovado convênio com o SUS

Por José Luiz H. Galazzini 07/02/2018 - 08:16

A doença renal crônica com necessidade de tratamento de hemodiálise triplicou no Brasil nos últimos 17 anos, segundo dados do Ministério da Saúde, passando de 42 mil casos em 2000 para 122 mil no ano passado.

O médico especialista em nefrologista Marcos Roberto Colombo Barnese, doutor em medicina clínica e experimental pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro, relatou aos presentes nesta terça feira, dia 6, na Santa Casa de Jahu, dados alarmantes sobre os hábitos modernos que põe em risco a vida das pessoas e agravam a saúde dos rins. De acordo com o doutor Marcos, o stress, o sedentarismo e a obesidade aceleram a redução da capacidade de funcionamento dos rins, levando os órgãos a insuficiência aguda e depois a insuficiência crônica, agravando a saúde do paciente até chegar a necessidade de fazer a diálise.

Outro fator abordado pelo nefrologista é que a doença é silenciosa, e quando os sintomas aparecem ela já está em estágio avançado. O doutor Marcos destacou que “não há remédio para o rim”, e que somente a prevenção é eficaz para evitar a doença, aconselhando a realização de exames periódicos para avaliar o funcionamento dos órgãos.

A Santa Casa de Jahu realiza no início do mês de março atividades para a população com vistas a Semana Mundial do Rim. Este ano o assunto será abordado com mais intensidade, e uma coletiva já ficou acertada para o dia 6 de março com a imprensa para abordar a programação e a importância dos cuidados com os rins.

Nesta mesma tarde de terça feira, foi assinada pelo Secretário de Saúde de Jaú Wagner Brasil e a diretoria da Santa Casa, renovação para 2018 do convênio do hospital com o SUS, Sistema Único de Saúde, que prevê repasses de recursos mensais do Governo Federal a entidade, para transferência de teto municipal de média e alta complexidade ambulatorial, hospitalar e rede de emergência

 

Fotos. Luiz Carlos de Oliveira.