São Paulo vence nos pênaltis e garante vaga na final do Paulista

O outro finalista sai segunda-feira do confronto Santos x Corinthians

Por Paulo Grange 07/04/2019 - 19:07

Após empate sem gols, em jogo marcado pela utilização do VAR, que anulou corretamente um gol de cada equipe na segunda etapa, o São Paulo eliminou o Palmeiras na cobrança de pênaltis por 5 a 4 e está na final do Paulistão Sicredi.

A partida de ida, realizada no último sábado (30), também havia terminado zerada e uma nova igualdade sem gols forçou a disputa de pênaltis. Nas cobranças, Nenê, Everton Felipe, Hudson, Gonzalo Carneiro e Bruno Alves fizeram para os visitantes, que perderam apenas uma cobrança com Tiago Volpi. Bruno Henrique, Gustavo Gómez, Luan e Diogo Barbosa anotaram para os mandantes, que viram Ricardo Goulart e Zé Rafael serem parados pelo arqueiro rival.

O outro finalista do Paulistão Sicredi será conhecido nesta segunda-feira (8) no confronto entre Santos e Corinthians. Como venceu o primeiro confronto por 2 a 1, o time da capital joga por um simples empate, às 20h, no estádio do Pacaembu, em São Paulo.

O JOGO
A primeira etapa foi bastante intensa, com o Palmeiras ocupando mais o sistema ofensivo e comandando as ações. A principal oportunidade, porém, foi do time tricolor, quando Everton encontrou Antony entrando livre pelo lado direito da área palestrina. O jovem tentou chapar de pé esquerdo, mas acabou batendo em cima do goleiro Fernando Prass, que fez defesa importantíssima.

Pelo lado palmeirense, Ricardo Goulart foi travado por Luan, dentro da área, após bola rebatida por Volpi em cruzamento de Dudu. Deyverson também foi outro a assustar, mas mandou para fora.

O segundo tempo foi ainda mais movimentado. Logo aos três, Liziero até balançou as redes depois de lançamento de Igor Gomes, mas o gol são-paulino foi corretamente anulado pelo VAR. Aos oito, Dudu fez grande jogada na ponta esquerda e cruzou para Deyverson. O atacante palmeirense conseguiu fazer o desvio, mas Tiago Volpi defendeu.

Aos onze, o meia alviverde Gustavo Scarpa recebeu passe de Deyverson e finalizou forte, a bola, porém, deu uma leve beijo no pé da trave direita e saiu pela linha de fundo. Aos 32, o árbitro de vídeo voltou a ser acionado e novamente anulou corretamente um gol, mas desta vez do lado palmeirense. Diogo Barbosa fez grande jogada pela esquerda e cruzou para Deyverson, que dominou e mandou para as redes.

No final do jogo, as defesas levaram a melhor diante de ambos os ataques e a decisão foi para os pênaltis. Nas primeiras cinco cobranças de cada lado, apenas Ricardo Goulart e Tiago Volpi erraram. Bruno Alves foi o sexto cobrador tricolor e anotou. Zé Rafael foi o responsável pelo lado palestrino e parou em Volpi, que colocou o time do Morumbi na decisão.

fonte: FPF