Sessões da câmara de vereadores serão transmitidas pela internet

A expectativa é de que a primeira transmissão deverá ocorrer no dia 05 de fevereiro. Sessões poderão ser acompanhadas pelo site da Câmara.

Por José Luiz H. Galazzini 09/01/2018 - 15:49

 

Sistema instalado deve garantir que sessões sejam acompanhadas em tempo através da Internet (Foto: Antônio Carlos)

A volta do recesso legislativo da câmara municipal de Bocaina (SP) deve conta com uma novidade, as sessões da casa serão transmitidas ao vivo em tempo real na internet através do site da câmara. A primeira sessão deverá ser transmitida no próximo dia 5 de fevereiro.

Os moradores de Bocaina poderão acompanhar as ações dos vereadores, discursos, ordem do dia, projetos de lei e discussões pertinentes á cidade. A novidade promete trazer mais transparência aos trabalhos do Legislativo e incentivar a participação da população.

O site da Câmara de vereadores de Bocaina foi desenvolvido pela empresa Webline sistemas da cidade de Marília (SP). O site possui ainda uma galeria multimídia que deverá armazenar disponibilizar os conteúdos transmitidos.

De acordo com o presidente da Câmara, vereador Roberto Donizete Anésio (PV) a instalação e a transmissão das sessões via internet é uma exigência do Tribunal de Contas do Estado. O vereador comentou a novidade durante a reunião do COMSEG (Conselho Municipal de Segurança) na noite desta segunda-feira (08) na câmara de vereadores.

Os equipamentos e a instalação foi realizado pela empresa e deverá ser operado pelos próprios funcionários da Câmara que receberam treinamento. Uma câmera de 360 graus deve dar aos internautas imagens e áudio em tempo real das sessões. De acordo com informações repassadas pela câmara de vereadores as transmissões e o armazenamento das imagens serão feitas pela empresa responsável pelo gerenciamento do site da câmara.

A reportagem entrou em contato com responsável pela instalação do equipamento para obter maiores informações sobre o funcionamento do sistema de transmissão. Em resposta Alex Carlos Eredia, informou que só falará sobre o assunto após ser autorizado pela Câmara de vereadores.