Mais de 50 participam da avaliação para sub-20 do XV de Jaú

Quem perdeu o primeiro dia terá uma segunda chance de ser avaliado na quinta-feira, desde que compareça ao local com exame médico

Por Paulo Grange 10/06/2019 - 20:18

Jovens de Jaú e região, alguns de cidades distantes quase 200 quilômetros, estiveram na avaliação realizada pelo XV de Jaú nesta segunda-feira (10/06). O objetivo é selecionar jogadores para integrar a equipe sub-20, que vai disputar o Campeonato Paulista da Segunda Divisão neste ano e a Copa São Paulo em janeiro de 2020.

Com a coordenação do auxiliar-técnico Muriel Fernandes, que vai assumir a função de técnico do Galinho, a avaliação contou com cerca de 50 atletas nascidos nos anos 2000, 2001 e 2002. O "teste" começou no Estádio Municipal e poderá terminar no Estádio Zezinho Magalhães na sexta-feira.

Muriel explica que os atletas avaliados hoje voltam na quinta-feira (13) no mesmo local para continuarem o processo. Parte dele será convidado a continuar no terceiro dia, na sexfa-feira, quando deverá ocorrer uma avaliação mais rigorosa. Quem perdeu o primeiro dia terá uma segunda chance de ser avaliado na quinta-feira, desde que compareça ao local com exame médico.

Quem passar poderá treinar com o elenco sub-20 do XV, que já tem alguns jogadores desde o início do ano. O gerente de Futebol do XV, Careca Paiva, e o técnico Rogério China acompanharam a avaliação. Além dos atletas aprovados na avaliação e dos atuais jogadores do Galinho, o elenco sub-20 terá atletas cedidos pela Head Soccer, empresa investidora do XV.

Posição definida

Careca Paiva conversou com os garotos antes do treino com bola. Falou da oportunidade que estão tendo no XV e que precisam saber aproveitar. Segundo ele, quem quer ser jogador de bola precisa primeiro saber qual posição vai atuar. Não dá pra ser zagueiro, outra hora atacante, lateral...

E avisou que zagueiro baixo não tem espaço no mercado. "Tenta aprender a jogar de volante ou de lateral se tiver velocidade. Zagueiro com menos de1m70 não vai jogar no futebol brasileiro."

Ele, no entanto, ressaltou que jogadores baixos também têm vez: citou o atacante Gil, que recentemente deixou  XV para jogar no Corinthians, e o atacante Vinicius Fleck, o mais baixo do elenco do XV e que foi eleito melhor em campo nas três últimas partidas.

 

Avaliação de graça

Também deixou claro aos meninos que no XV não se cobra nada para avaliação. "Aqui não se paga nada. E quando for jogar não paga nada. Se ficar alojado, comer e dormir no alojamento não paga nada. E, lá na frente, se jogar pelo clube vai receber. Vai ter no XV toda a estrutura necessária."

Oportunidade

Também pediu que todos estejam preparados para quando surgirem oportunidades. "Treinem nas escolinhas onde estão, faz treino físico, coletivo, com bola e sem bola, na chuva, no sol... se preparem."

Tanto Careca como o técnico Muriel disseram que para ser jogador precisa ser persistente. Isso significa que quem não for aprovado no XV não deve desistir. E quem for aprovado continuem se empenhando porque a avaliação não acaba nunca. Por fim, Careca deu boa sorte aos garotos e foi acompanhar o jogo entre eles.