DIA MUNDIAL DO CAFÉ: Afinal, beber muito café faz mal ao coração?

No entanto, se consumido em doses elevadas, o café pode provocar alguns efeitos adversos

Por Paulo Grange 13/04/2019 - 18:18

Neste domingo, 14 de abril, comemora-se o Dia Mundial do Café. Que a bebida ajuda a manter a concentração e estimula o organismo a se manter ativo durante o dia a dia, todo mundo já sabe. Mas, como a cafeína influencia o coração?

De acordo com a diretora do Departamento de Nutrição da Socesp (Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo), Profa. Dra. Nágila Damasceno, a ingestão de três xícaras de 40mL por dia, no caso de café expresso, e três de 110 a 150 mL de café filtrado, quando não há restrição médica, não é prejudicial e pode até ser benéfica, reduzindo os níveis elevados de pressão arterial e também a mortalidade cardiovascular. O grão do café também é rico em polifenóis, compostos antioxidantes que diminuem os riscos de doenças cardíacas.

No entanto, se consumido em doses elevadas, o café pode provocar alguns efeitos adversos. "Os pacientes com alterações cardiovasculares podem apresentar aumento no nível de colesterol circulante", afirma a especialista. Além disso, outro ponto prejudicial é a insônia, que pode ser causada ou agravada em cardiopatas ou não.

É preciso dosar bem o consumo. Como um dos benefícios cardiovasculares, está a redução de radicais livres, diminuindo os danos que esses produtos podem causar à saúde cardiovascular. Porém, outro ponto que merece atenção é a combinação com o açúcar: a quantidade ideal é de, no máximo, 5g para cada xícara de 40 mL. Mais do que isso pode ser prejudicial, como ocorre com os diabéticos, por exemplo. Uma dica é a utilização de adoçantes naturais, como os do tipo Stevia, que adoçam a bebida e não prejudicam a saúde do paciente. Degustar um bom cafezinho sem a adição do açúcar também tem crescido no dia a dia do brasileiro.

O preparo do café também deve ser revisto. Preparações fervidas e coadas nos tradicionais coadores de pano devem ser evitadas e preparações naõ filtradas como o café expresso, pois substâncias que contribuem para a elevação do colesterol. Prefira o café filtrado, pois essas substâncias (diterpenos) ficam retidas no filtro, tornando o tradicional cafezinho um hábito saudável.

Deguste seu cafezinho, mas não esqueça dos cuidados com a saúde do seu coração.

Sobre a SOCESP

A Socesp - Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 1976. Regional da Sociedade Brasileira de Cardiologia e Departamento de Cardiologia da Associação Paulista de Medicina, conta com cerca de 8 mil sócios. Os principais objetivos da Socesp são contribuir para a atualização dos cardiologistas do estado e difundir o conhecimento científico gerado pela própria Socesp aos profissionais da saúde que atuam na Cardiologia e para a população.