Santa Casa de Bariri pede prazo até dia 18 para pagar salário atrasado

Prazo foi acertado em reunião com Sindsaúde e Prefeitura de Bariri; hospital atrasa pagamento de funcionários pelo segundo mês seguido

Por José Luiz H. Galazzini 16/01/2018 - 18:05

O pagamento do mês de dezembro de 2017 não foi feito no quinto dia útil de janeiro, deixando 135 funcionários da Santa Casa de Bariri com os bolsos vazios. A promessa da gestão do hospital de pagar até do dia 12 de janeiro não se confirmou. Tampouco o segundo prazo, de 16 de janeiro. A nova promessa agora é pagar até o dia 18, ou  assim que ocorra a liberação de recursos por parte do SUS.

A presidente do Sindsaúde de Jaú e Região, Edna Alves, passou a tarde e a noite de segunda-feira (15/01) na Santa Casa de Bariri. Ouviu funcionários descontentes pelo segundo mês consecutivo de atraso. No mês de dezembro, o pagamento só ocorreu após intermediação do sindicato na Prefeitura.

Edna se reuniu com o secretário de Saúde de Bariri, Mozart Marciano, e com o gestor da Organização Vitale, que administra a Santa Casa. “O prazo máximo para pagar os funcionários é 18 de janeiro. Se no dia 18 a Santa Casa não pagar, vamos preparar uma assembléia para decidir se vai ter uma paralisação dos trabalhadores.”

Segundo a presidente do Sindicato, a Organização Vitale/Santa Casa alega que depende do repasse do governo federal (SUS) para fazer o pagamento. O valor é de R$ 314 mil. A Santa Casa tem a receber ainda R$ 316 da Prefeitura de Bariri pelo convênio para manter o Pronto Socorro. Desse valor, R$ 290 mil vai para pagar os médicos.

Fechamento do PS – Reportagem que foi ao ar na manhã desta terça-feira no Noticidade (SBT Central) informa que o Pronto Socorro pode fechar por falta de interessados em administrar a unidade. A Vitale já teria informado que não tem interesse. O secretário de Saúde de Bariri não quis dar explicações à emissora.