Secretaria de Saúde realiza testes rápidos para sífilis

Secretaria de Saúde realiza testes rápidos para sífilis

Por José Luiz H. Galazzini 20/10/2018 - 10:22

reocupada com o aumento considerável no número de casos de sífilis, a Prefeitura de Jahu, por meio da Secretaria de Saúde, realiza no período de 22 a 25 de outubro testes rápidos para a doença no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) das 7h às 20h.

“Dia 20 de outubro é considerado o Dia Nacional de combate à sífilis. É uma doença altamente contagiosa, e, nos últimos anos, observamos um crescimento significativo no número de casos no Estado de São Paulo. Quando adquirida na gestação, pode trazer sérias complicações à criança se não for tratada adequadamente. O teste é gratuito, sigilioso e rápido. É necessário portar documento de identificação apenas para preenchimento do formulário para feitio do teste”, afirma a diretora da Vigilância Epidemiológica, Leila Garcia Rossi.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), na Inglaterra, por exemplo, o número de casos da doença chegou ao maior nível desde 1949. Nos Estados Unidos, dados de 2017 apontam que a sífilis avançou em todas as regiões e na maioria dos grupos etários.

No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, a sífilis em adultos teve aumento de 27,9% entre 2015 e 2016. As infecções de sífilis em bebês, passada de mãe para filho na gestação, cresceu 4,7%.

Ainda conforme a OMS, a cada ano, 5,6 milhões de pessoas contraem sífilis no mundo.

A sífilis, na maior parte dos casos, é transmitida por meio do contato íntimo sem uso de preservativo. Os primeiros sintomas são feridas indolores que, se não forem tratadas, desaparecem espontaneamente e retornam depois de semanas, meses ou anos nas formas secundária ou terciária, que são mais graves.

Quando esta infecção surge durante a gravidez, ela pode infectar o feto, que contrai a sífilis congênita, uma situação preocupante que pode se tornar grave e causar má-formação, aborto ou, até, morte do bebê.

Para mais informações, os interessados devem entrar em contato com o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), situado à Rua Visconde do Rio Branco, 1139, ou pelo telefone 3626-4310. “Lembramos que o diagnóstico precoce e o tratamento adequado são as únicas formas de conter o avanço dessa doença”, reforça Leila.