XV conclui semana de treinamento com coletivo sábado cedo no Jauzão

É nesse tipo de atividade com bola, no campo todo, que os jogadores mostram a que vieram e dão subsídios  à comissão técnica e à diretoria para decidirem quem de fato vai vestir a camisa do XV

Por Paulo Grange 22/02/2019 - 17:13

 

Após duas semanas  de pré-temporada, com chegada de jogadores, avaliações, treinos em academia, trabalhos técnicos e de condicionamento físico, o XV de Jaú vai realizar o tão esperado primeiro coletivo - será às 9h deste sábado (23/02) no Estádio Zezinho Magalhães.

É nesse tipo de atividade com bola, no campo todo, que os jogadores mostram a que vieram e dão subsídios  à comissão técnica e à diretoria para decidirem quem de fato vai vestir a camisa do XV no Campeonato Paulista da Segunda Divisão a partir de 7 de abril.

O técnico Rogério China disse que tem um time ideal na cabeça, mesmo ainda estando à espera de alguns jogadores. "Neste sábado ainda não dá para colocar todo mundo. Tem o atacante Rodolfo para chegar". O jogador foi emprestado pela Ferroviária e vem para Jaú na próxima terça-feira.

Além de Rodolfo, China entende que o elenco do XV ainda aguarda  jogador para o meio e para o gol. "São essas três posições que estamos analisando e vendo as opções que temos. Para o gol, quero um goleiro que esteja jogando atualmente", disse o treinador. "O goleiro é um cargo de confiança."

Hoje, no Jauzão, para a posição de goleiro, o XV tem Matheus Dida, que jogou no XV na base até o início de 2018 e foi campeão sub-20 em 2016, e o goleiro Jonathan, que estava no Itumbiara. Ambos, no entanto, estão com uma lacuna nos jogos há alguns meses. Matheus, que foi o primeiro jogador a chegar a Jaú, ainda tem uma pendência de liberação de seu ex-clube em Portugal.

O treinador do XV explica que alguns jogadores que interessam ao XV ainda estão disputando campeonatos por seus clubes e só devem chegar mais para frente. Por isso, a meta é inscrever no máximo 21 atletas para a primeira rodada, deixando a lista dos 26 para preencher posteriormente ou na segunda fase. "É início de pré-temporada e temos de trazer pontualmente os jogadores que o time precisa."

"O XV tem um bom nome, por isso é mais fácil trazer um jogador, mesmo sendo Bezinha. O nome XV facilita trazer jogador, mas tem de ser progressivamente.  Não vamos fechar o grupo de uma hora para outra. Vamos precisar de jogadores que ainda estão disputando outros campeonatos", explica o técnico.

Fotos: Paulo César Grange