Faculdade de Medicina: só falta vistoria do Ministério

O MInistério da Educaçao vem em agosto para a vistoria das instalações da faculdade.

Por José Luiz H. Galazzini 26/07/2017 - 18:37

O funcionamento do curso de Medicina da Unoeste, em Jaú, só está dependendo de uma vistoria do Ministério da Educação nas instalação, por enquanto provisórias, em 1.700 m² ao lado do Hospital Thereza Perlatti. Ali, nesses últimos meses, foram adaptadas as instaladas para salas de aulas, laboratórios, secretaria, administração, e tudo que a faculdade precisa para iniciar o curso na cidade e fazer o primeiro vestibular ainda este ano. Nesta semana vieram os técnicos da Unoeste, de Presidente Prudente, e instalaram todos os equipamentos nas salas e laboratórios.

O engenheiro Fabricio Bonila, da Unoeste, que acompanhou todo o desenvolvimento das obras, disse que tudo está pronto para a vistoria do Ministério e , depois disso, a organização do primeiro vestibular. O curso de Medicina em Jaú vem através do Programa Mais Médicos, ao qual a Prefeitura de Jaú, na administração de Rafael Agostini, se inscreveu e foi aprovada para ter um dos 39 cursos de Medicina a serem instalados no país.

Provisoriamente, a Faculdade de Medicina de Jaú vai funcionar nas instalação alugadas do Hospital Thereza Perlatti, a Universidade, no entanto, já adquiriu uma área de 62 mil m², ao lado da rodovia Jaú-Bauru, em frente ao antigo posto Concha de Ouro, onde pretende construtor seu próprio campus e oferecer outros cursos, além da Medicina, na área de Biomédicas principalmente.

 

 

Conteudo.jaunews.com.br