Etecs inscrevem até o dia 12 de novembro

Etecs inscrevem até o dia 12 de novembro

Por José Luiz H. Galazzini 27/10/2018 - 11:50
As Escolas Técnicas Joaquim Ferreira do Amaral (Industrial) e Professor Urias Ferreira (Colégio Agrícola) recebem inscrições até dia 12 de novembro para o Vestibulinho 2019. O procedimento deve ser efetuado pelo site www.vestibulinhoetec.com.br e a taxa é de R$ 30. As provas serão realizadas no dia 16 de dezembro às 13h30.
Na Industrial estão disponíveis 40 vagas para os cursos de administração, edificações, eletrotécnica, enfermagem, desenvolvimento de sistemas, mecânica, nutrição e dietética e segurança do trabalho no período noturno. A unidade oferta ainda o novo curso de sistemas de energia renovável na modalidade de ensino a distância semipresencial, aos sábados de manhã.
Já na Escola Estadual Tulio Espíndola de Castro, extensão da Etec Joaquim Ferreira do Amaral, há vagas para os cursos de recursos humanos e marketing noturnos. Este último será aberto pela primeira vez na instituição.
Outra novidade do vestibular é o Ensino Técnico Integrado ao Médio (Etim). O curso une a formação no ensino médio com a qualificação profissional e o aluno estuda em período integral, das 8h às 12h30, com horário de almoço, e volta das 13h30 às 16h. Os estudantes poderão optar por cursar junto ao ensino médio os técnicos em administração, desenvolvimento de sistemas e edificações.
“Este modelo é o novo ensino médio do Ministério da Educação (MEC) e a recomendação é que as escolas se adequem até 2021. Se o aluno sai com formação técnica e é reconhecido no mercado por isso, é ótimo”, avalia o diretor da Industrial, André Pignatti Zago.
A instituição também tem extensões nos municípios de Bariri, com o curso técnico em administração, oferecido no período da noite, e Boraceia, com a modalidade Médio Técnico (M-Tec). Neste curso, o aluno tem a oportunidade de cursar o ensino médio junto ao técnico em administração, porém em meio período, das 12h30 às 17h30.
 
Escola Agrícola
 
A Etec Professor Urias Ferreira, conhecida como Escola Agrícola, está com chances para os cursos de administração, comércio, guia de turismo e secretariado (ensino a distância).
Há também 70 vagas disponíveis para o ensino médio integrado ao técnico de agropecuária em período integral. “Estamos disponíveis para receber visitas. Tem muita gente que pensa que é uma escola rural e na verdade é igual as outras”, afirma a diretora do colégio, Maria Fátima Bosio. No caso de alunos de outras cidades que venham cursar o ensino médio integrado no local, a escola disponibiliza residência, uma vez que as aulas são em período integral.