XV entra na era do licenciamento de marca e faz parceria com fábrica de refrigerante

Jahuba do Galo é lançado na Loja do XV e vai garantir royalties para o clube não ficar só na dependência de bilheterias e patrocinadores

Por Paulo Grange 30/05/2019 - 16:30

 O XV de Jaú deu um salto importante em sua trajetória nesta quinta-feira (30/05) ao entrar no setor de licenciamento da marca. O clube anunciou parceria com a empresa Villa Jahu, que passa a produzir o refrigerante da torcida do Galo da Comarca, por meio da qual renderá royalties a cada unidade do produto comercializada. O guaraná Jahuba, com fórmula exclusiva para o XV, é o primeiro produto que sai da linha de produção e já está à venda em milhares pontos comerciais, como também na Loja do XV.

A entrevista coletiva de lançamento do produto ocorreu na Loja do XV e contou com o presidente do clube, Rodrigo Luiz Paulino, o proprietário da Villa Jahu, Hamilton Chaves, o presidente do Conselho Deliberativo, Antonio Carlos Mazzei, o vice do Conselho Manoel Roberto Santiago, o empresário Juan Izasa, que investe no futebol do XV por meio da empresa Head Soccer. Além de outros dirigentes, torcedores e imprensa. Todos puderam degustar o sabor da bebida e brindaram em nome do Galo.

 

Potencial de receita - Para Rodrigo Paulino, esse licenciamento da marca XV de Jaú "é um pontapé inicial fora das quatro linhas. Além da loja oficial, com produtos do time, estamos entrando na linha de consumo de produtos diários em parceria com a Villa Jahu: o lançamento do refrigerante da torcida do Galo". De acordo com  dirigente, além de expandir a marca do XV, já conhecida internacionalmente, essa parceria "vai gerar royalties para o clube".

Paulino diz que o XV precisa deixar de ser dependente de bilheteria, de cotas de patrocínio e outras ações menores em busca de recursos. Ao entrar na linha de licenciamento de produtos o XV amplia seu potencial de fazer receitas.

"Essa parceria devemos expandir para outros sabores e outros segmentos de produtos. Estamos a outros segmentos que atendam às necessidades do torcedor e gere renda para o clube", falou o presidente. "Cada guaraná Jahuba do Galo que você, torcedor, adquirir, vai estar investindo no clube do coração, que é o XV de Jaú."

  

Patrocinador - Para Hamilton Chaves, a proposta de marcas próprias tem crescido no mercado e com o Jahuba do Galo o torcedor tem mais uma opção de consumo de um produto de qualidade e ainda gerar receitas para o clube. Seria um ganha-ganha para clube, fábrica e cidade, com a geração de empregos. Ele explica que o refri do Galo tem sabor exclusivo desenvolvido para o XV, tendo como base o sabor do Jahuba.

Na avaliação de Chaves, esse primeiro licenciamento da marca pode abrir caminho para o clube expandir esse filão de marcas próprias. "Outros empresários, de outros produtos, podem alavancar suas vendas com o carimbo do XV e trazer receita para o clube." Para ele, patrocinar o XV e apostar na marca do clube é um investimento certeiro.

Ele lembra que há 12 anos a Villa Jahu patrocina o XV. "Tenho identidade pessoal com o XV, como torcedor, mas tem ainda a identidade da empresa com o clube há 12 anos patrocinando o clube. Outros empresas podem fazer isso, vincular sua imagem ao clube pagando royalties."

Conselheiro - O presidente do Conselho, Antonio Carlos Mazzei, destacou que o clube vi bem "nas quatro linhas" e parece que "começa a surgir uma luz no fim do túnel". Para ele, essa mudança de foco, saindo da mesmice que nunca levou o clube a lugar algum, em tudo para dar certo. "É um sonho a ser realizado a médio prazo", comentou, destacando o apoio que o XV recebe da Head Soccer e a confiança dos patrocinadores.