Menu
Quinta, 17 de junho de 2021

HAC informa que estão sendo montadas estruturas para Centro de Combate à COVID-19

Além da instalação de placas para os leitos, estão sendo realizadas obras nos banheiros e na área externa, para colocação de reservatório de oxigênio

01 de Fev 2021 - 15h:53 Créditos: Assessoria HAC
Crédito: Divulgação/HAC

Funcionários iniciaram nesta segunda-feira (1º/fev) a montagem da estrutura dos leitos do Centro de Combate à COVID-19, unidade proposta pelo Hospital Amaral Carvalho (HAC). Na última sexta o Jaumais passou pela região e constatou que obras já estavam sendo executadas no local, especialmente na área externa.

No local, que está sendo construído na Unidade Ana Maria Ferraz, às margens da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, serão instalados 39 leitos, sendo 35 leitos de enfermaria e mais quatro de tratamento semi-intensivo. Os materiais para montagem chegaram pela manhã e a previsão é que a estrutura seja concluída até a metade desse mês.

Além da instalação das placas, também foram iniciadas obras nos banheiros e para adequação do serviço de esgoto.  “Recebemos ainda materiais elétricos e começaremos a trabalhar nessa parte e na instalação do gerador ainda hoje”, fala o responsável pelo setor de engenharia do hospital, Carlos Zoega Marotti.

Na área externa, funcionários da unidade já abriram espaço para instalação da base para o reservatório de oxigênio. “Cada dia, algo estará diferente aqui. Temos muito a fazer, mas estamos trabalhando com muito empenho para inaugurar o mais rápido possível o Centro de Combate à COVID-19”, comenta o primeiro-tesoureiro do HAC, Vitorio Munerato Neto.



Centro de Combate à COVID-19

O anúncio da unidade foi feito na semana passada pelo HAC e o novo Centro de Combate à COVID-19 tem o intuito de desafogar os hospitais da região, que estão superlotados. Desde o início da pandemia no Brasil, em março de 2020, o HAC já atendeu mais de 300 pacientes com a doença em sua unidade principal. O atendimento na Unidade Ana Maria França Ferraz será por meio da Central de Regulação de Vagas (Cross) e não terá serviço de pronto atendimento.

A estrutura está sendo montada em um dos pavilhões da Unidade Ana Maria Ferraz, com cerca de dois mil metros quadrados. Além dos leitos de enfermarias e semi-intensivo para atendimento médico, no espaço serão realizados exames laboratoriais e de imagem. Haverá ainda refeitório e áreas de descanso para as equipes.

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias