Menu
Sábado, 02 de março de 2024

Tragédia: adolescente pega dengue em Bariri e morre na Santa Casa de Jahu

.

03 de Fev 2024 - 14h:32 Créditos: Redação, com HORAH e Clube FM
Crédito: .

A cidade de Bariri enfrenta uma  epidemia de dengue que culminou na segunda morte em menos de uma semana. A adolescente Rute Jonas dos Santos Silva, prestes a completar 15 anos na próxima segunda-feira, faleceu vítima de dengue hemorrágica na Santa Casa de Jaú, nesta sexta-feira, 2 de fevereiro. A garota, que passava férias na casa de parentes em Bariri, contraiu a doença na cidade, que atualmente enfrenta uma crise de saúde pública devido à proliferação do vírus.

A situação se tornou ainda mais trágica diante da falta de vagas para internação na Santa Casa de Bariri, o que levou à transferência de Rute para Jaú, onde, infelizmente, não resistiu à gravidade do quadro de dengue hemorrágica.

A notícia da morte da adolescente foi confirmada por funcionários da escola onde Rute estudava, no bairro Teotônio Vilela, zona sul de Marília. Diante da humildade da família, a escola mobilizou esforços para arrecadar recursos visando o traslado do corpo de Jaú para Marília. O velório voi no Velório Municipal, e o sepultamento ocorreu neste sábado cedo no distrito de Padre Nóbrega.

A epidemia de dengue em Bariri levou o prefeito Fernando Foloni a decretar estado de emergência em saúde pública no dia 1º de fevereiro, resultando no cancelamento dos festejos de carnaval. Os recursos antes destinados para a festividade serão direcionados para intensificar as ações de combate à dengue no município. O Departamento Municipal de Saúde de Bariri informa que há dois óbitos sob investigação por dengue na cidade.

Além de Bariri, Pederneiras, município vizinho a 37 quilômetros, também decretou estado de emergência em saúde pública e alerta epidemiológico devido à crescente incidência de casos de dengue. A prefeita Ivana Camarinha emitiu o decreto em 30 de janeiro, justificando a falta de limpeza na cidade e criticando a ausência de mutirões que eram realizados anualmente.

O segundo óbito registrado em Bariri em menos de uma semana intensifica a gravidade da situação, exigindo medidas urgentes e efetivas para controlar a epidemia e proteger a população. O luto se estende não apenas pela perda de vidas, mas também pela necessidade de ações coordenadas para conter a propagação do vírus e evitar mais tragédias como essa. Via HoraH Notícia e Clube FM - 100,7.

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias