Menu
Sábado, 17 de abril de 2021

Leitos viabilizados pelo Estado abrem 110 vagas de emprego na Santa Casa, incluindo 16 enfermeiros e 66 técnicos

Enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas são os cargos com mais vagas disponíveis

04 de Fev 2021 - 22h:01 Créditos: Paulo César Grange, com HORAH Notícias
Crédito: .

O portal HoraH Notícias trouxe nesta quinta-feira uma notícia animadora para os profissionais da saúde: 110 vagas de emprego deverão ser preenchidas para compor a equipe que vai trabalhar na Santa Casa de Jahu nos leitos liberados pelo Governo de São Paulo na reunião que teve com o prefeito de Jaú no dia anterior.

O desafio, segundo a reportagem do HoraH, será preencher as vagas, tendo em vista a falta de profissionais e o esgotamento de quem já trabalha há quase um ano na linha de frente.

Dentre os profissionais que serão contratados, o maior número é de técnico de enfermagem: 66 vagas. São mão 16 vagas para enfermeiro. Também serão contratados fisioterapeutas, médicos, auxiliares de limpeza e outras (abaixo).

O número de vagas a serem preenchidas foi divulgado pelo secretário de Saúde de Jahu, Rodrigo De Callis Brandão, em entrevista exclusiva ao HORAH. O secretário acompanhou o prefeito na reunião no Palácio dos Bandeirantes, quando ficou acertada a liberação de recursos estaduais para mais 97 leitos para Covid-19 em Jaú.

“Não tem mais médico, enfermeiro e os demais profissionais. Todo mundo está exausto com essa pandemia e não será tarefa fácil contratar os recursos humanos necessários”, alertou Brandão na reportagem. Mesmo assim, a Santa Casa corre contra o tempo para contratar “com urgência”.

Dos 97 leitos liberados pelo Estado, 28 são de UTI, 10 semi-intensivos e todos os demais de enfermaria. Contratados pelo governo para um período inicial de 90 dias, serão 58 leitos na Santa Casa (30 de enfermaria e 28 de UTI) e 39 no Hospital Amaral Carvalho, que está montando hospital de campanha (29 de enfermaria e 10 semi-intensivos).

O HoraH detalha a lista dos profissionais a serem contratados:

Para os primeiros 18 novos leitos de UTI (outros 10 serão providenciados na sequência), a Santa Casa tem 25 dias para fazer a “reestruturação física, adequação para os leitos e redes de água e gases (oxigênio)”. E vai precisar de 12 enfermeiros, 54 técnicos de enfermagem, 8 fisioterapeutas, 2 escriturários, 4 auxiliares de limpeza e 2 médicos diaristas.

Para 30 leitos de enfermaria a Santa Casa vai precisar de 4 enfermeiros, 12 técnicos, 4 fisioterapeutas, 4 auxiliares de limpeza, dois médicos diaristas e outros dois plantonistas. Para montagem e incremento da nova enfermaria, o governo liberou R$ 510,8 mil.


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias