Menu
Segunda, 12 de abril de 2021

Mãe e filho mortos em Dois Córrego são enterrados em Jaú

Pai, mãe e filho, de 2 anos, tinham ferimentos de arma de fogo na cabeça; Polícia Civil acredita na hipótese de feminicídio e homicídio seguidos de suicídio

06 de Dez 2020 - 08h:19 Créditos: JC Net e HoraH Notícias
Crédito: Reprodução

Uma família foi encontrada morta com ferimentos de arma de fogo na cabeça, na noite de sexta-feira (4), no Jardim Paulista, em Dois Córregos. A Polícia Militar (PM) foi acionada após conhecidos da família terem encontrado Luan Victório Calchi, de 30 anos, a esposa Vanessa Custódio, de 29 anos, e o filho do casal, Pietro, de 2 anos, caídos no chão da sala. A Polícia Civil acredita em feminicídio e homicídio seguidos de suicídio, mas não descarta outras hipóteses.

O funeral da família ocorreu  sábado (5) em municípios diferentes. Vanessa e o filho Pietro foram velados e enterrados em Jaú, também no fim da tarde deste sábado (5). O corpo do empresário do setor de segurança Luan Victorio Calchi, 30 anos, foi velado e sepultado no cemitério municipal de Dois Córregos. A informação é do serviço funerário da cidade.

O pai

Ocorrência - De acordo com a Polícia Civil de Jaú, o homem envolvido na ocorrência não compareceu ao trabalho sexta-feira (4). Após várias tentativas de contato telefônico sem sucesso, um grupo de conhecidos da família foi à casa onde moravam. “Depois de chamar por eles, perceberam que a televisão estava ligada. Então, pularam o muro da casa e avistaram, já pela janela, os corpos em um colchão na sala”, afirma o delegado plantonista, Rodrigo Berbert Pereira.

A PM e a ambulância da cidade foram acionadas, mas os três já estavam sem vida, cada um com um ferimento de arma de fogo na cabeça. O local foi preservado pela PM até a chegada da equipe de perícia técnica. “No interior da casa, foram coletados cartuchos e munições ainda não deflagradas. Além da arma de fogo, uma garrucha com cabo de madeira, que se encontrava na mão do pai da família”, relata. Ainda segundo o delegado, a casa não apresentava sinais de arrombamento nem de roubo.

Para auxiliar no inquérito, as câmeras de monitoramento do circuito interno da casa também foram recolhidas pelos policiais. “A hipótese, a princípio, é de crime passional. Um feminicídio, em relação à esposa, e um homicídio, em relação ao filho, seguidos de suicídio. Mas, não estão descartadas outras hipóteses”, diz o plantonista, informando ainda que L. V. C. tinha dezenas de passagens pela polícia.

No local, as equipes conversaram com amigos da família para levantar informações sobre o relacionamento ou alguma informação para explicar a ocorrência. Os corpos das vítimas foram encaminhados para exames necroscópicos, que serão anexados na investigação, juntamente com perícias na arma e nos projéteis encontrados.

O caso será investigado pela Polícia Civil de Dois Córregos, com auxílio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jaú.


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias