Menu
Segunda, 03 de agosto de 2020

Empresária envolvida no caso Ronaldinho tem prisão decretada

Decisão é da Justiça paraguaia

08 de Mar 2020 - 11h:46 Créditos: Luiz Guilherme
Crédito: Divulgação/ ABC Color

Mais um capítulo no caso Ronaldinho Gaúcho. A Justiça do Paraguai decretou ontem (7), um mandado de prisão contra a empresária Dália Lópes, que levou o ex-jogador e o irmão, ao país com documentos falsos.  

Conforme o Midiamax, Dália atua no Departamento de San Pedro, onde movimenta milhões em negócios que envolvem uma holding e uma fundação.  

As investigações apuram a ligação da empresária com a documentação falsa dos brasileiros.

Ainda segundo reportagem do site, Dália tem 48 anos, é presidente da Angelic Fraternity Foundation, organização praticamente sem popularidade até a semana passada, quando uma campanha massiva foi divulgada, tendo o jogador brasileiro como ‘garoto-propaganda’.




Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias