Menu
Quarta, 04 de agosto de 2021

Postagem de moradora sobre ’concreto ciliar’ chama atenção para obras no Córrego dos Pires

Secretário Cecéu explicou que projeto foi aprovado por governos anteriores e pouco pode ser feito

08 de Jul 2021 - 12h:50 Créditos: Paulo César Grange
Crédito: Reprodução/facebook - Caules das árvores concretados

Uma postagem nesta semana em perfil de cidadã de Jaú chamou a atenção de muita gente para as obras de macrodrenagem realizadas no Córrego dos Pires no trecho abaixo do Lago do Silvério. As árvores que margeiam o curso de água foram “concretadas” na calçada, desrespeitando as normas ambientais.

A postagem é de Natália Galastri e foi compartilhada por outros cidadãos. No perfil ela questiona: “Concretaram até o tronco das árvores. Cadê a mata ciliar? Agora temos concreto ciliar”, lamenta. Vera Lúcia Toledo Pedroso comentou na mesma linha: “Cimentaram tudo! Acabou a mata ciliar. Quero saber o autor!”

Para Tarcisio Fernando Cogo, o problema do alagamento é real. "Muito triste, precisa ver o projeto se era pra concretar tudo! Acabou com toda permeabilidade, depois vão reclamar das enchentes!"

POSTAGEM NESTE LINK: https://www.facebook.com/friends/suggestions/?profile_id=1784511733

O locutor de eventos Betão Sangerotti, também adepto de práticas esportivas ao ar livre, diz que as árvores vão morrer de sede. E marcou o secetário de Meio Ambiente de Jaú sobre o projeto inadequado que começou a ser elaborado ainda no primeiro mandato do prefeito Rafael Agostini e está na fase final de conclusão somente agora.

“Peça por favor para o pessoal de obras deixarem as ‘bocas’ das árvores abertas. Elas precisam beber água. Aqui em Jaú esse é um problema recorrente. Cimentam todo o entorno dos caules não deixando nenhum espaço para a água que escorre das chuvas atingirem o chão. Por ignorância ou descaso. Quero crer que por ignorância”, falou Betão.


Na mesma postagem o secretário Amilcar Marcel de Souza, o Cecéu, explicou o que aconteceu, ressaltando que o projeto foi aprovado por governos anteriores e pouco pode ser feito. “Essa é uma obra do PAC de 2013 com todas as licenças da Cetesb e DAAE emitidas. Foram feitas nos últimos dois anos e, agora estão tirando os tapumes para a entrega. De imediato já determinamos desde março para serem feitos cortes no cimento de 2x2 nas árvores e a colocação do para peito nas margens. Fora isso, não será possível mais nada. O modelo que foi adotado é totalmente inadequado para essa região, mas é o que foi aprovado na gestão passada.”

Com a palavra a Promotoria do Meio Ambiente de Jaú

Elber Moura: "bela" obra, super inteligente concretar a árvore.... depois racha onde ficam as raízes e cortam a árvore pq é culpa dela"

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias