Menu
Sábado, 17 de abril de 2021

Centro de Combate à Covid-19 inicia a instalação do sistema de ar condicionado para enfermarias e semi-UTI

Vagas serão preenchidas por encaminhamento da Central de Regulação de Vagas e início do atendimento está previsto ainda para este mês

09 de Fev 2021 - 17h:41 Créditos: Assessoria, HAC
Crédito: Divulgação - Funcionários iniciam estrutura para exaustão

O Centro de Combate à COVID-19, projetado pelo Hospital Amaral Carvalho (HAC), deve ficar pronto nos próximos dias. A unidade, que começou a ser montada na semana passada, foi idealizada para desafogar os hospitais de Jaú e região, atendendo pacientes infectados pelo novo Coronavírus que necessitem de internação.

Nesta terça-feira os funcionários iniciaram a estrutura para exaustão nos quartos e para suporte dos aparelhos de ar-condicionado de filtro fino que serão utilizados no Centro. Além disso, equipes seguem com a colocação dos forros nos corredores e começaram a montagem da base para forro nas unidades de apoio onde funcionarão a farmácia, o posto de enfermagem e os banheiros.

A previsão é que até quarta esteja finalizada a instalação das saídas de oxigênio e ar comprimido nos leitos.

De acordo com o responsável pelo setor de engenharia do HAC, Carlos Zoega Marotti, cerca de 70% da obra já está feita. “Estamos caminhando de forma planejada e dentro dos prazos. Amanhã, terminamos o forro dos banheiros e posto de enfermagem e iniciamos a pintura nesses locais. Assim, na quinta-feira, conseguimos instalar as divisórias dos sanitários e depois a instalação das louças.”

Serão aproximadamente 140 profissionais, de todas as áreas, atuando na unidade para atendimento dos pacientes distribuídos em 29 leitos de enfermaria e dez de semi-intensivo.

 Como vai funcionar o Centro de Combate à COVID-19?

 O atendimento, previsto para começar ainda este mês, será por encaminhamento da Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde (CROSS). Não haverá serviço aberto ao público com sintomas da doença e nem realização de exame para confirmação da COVID-19 no local.

A unidade é destinada para pacientes que desenvolveram sintomas moderados da doença e que devem permanecer internados e em acompanhamento, mas que não precisam permanecer em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs).

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias