Menu
Sábado, 10 de abril de 2021

Apaja faz manifesto contra soltura de homem que matou a pauladas o próprio cão

Os nomes do agressor e do delegado não foram divulgados pela Apaja. A justificativa do agressor era que o animal estava doente.

11 de Jan 2021 - 20h:33 Créditos: Paulo César Grange
Crédito: Reprodução/Facebook Apaja

A Associação Protetora dos Animais de Jaú (Apaja) publicou em sua página no Facebook um manifesto protestando contra a soltura de um homem que matou a pauladas o próprio cachorro no Jardim Santo Onofre. O caso foi parar na polícia, mas delegado de plantão não acatou a denúncia de maus tratos e liberou o tutor.

“Vamos lutar até o fim”, diz a postagem sobre o caso. A Apaja já está em contato com deputado estadual delegado para que a maldade feita pelo tutor não fique em vão. Os nomes do agressor e do delegado não foram divulgados pela Apaja. A justificativa do agressor era que o animal estava doente.

Entre os mais de 100 comentários na postagem, um deles resume a revolta.

É de Mayara Cruz Lança: “Não posso acreditar numa coisa dessa, meu Deus do céu. Ele estava doente e ao invés de receber carinho, amor e dignidade mereceu uma morte cruel dessa? E vai ficar por isso mesmo? Será que nenhuma lei pode ser cumprida de verdade? Deus que me perdoe pelo que desejo pra esse tipo de pessoa.”   



A morte do cão ocorreu na sexta-feira, dia 8, com a postagem apenas no dia 10. Abaixo, o manifesto da Apaja:


“Nesta sexta feira (08/01) fomos surpreendidos com a triste notícia da morte de um cão, covardemente provocada a PAULADAS por seu PRÓPRIO TUTOR!!! 

JUSTIFICATIVA : "o animal estava doente e agonizando pois um bicho desconhecido picou ele" 

Em razão da repercussão do caso e da revolta dos vizinhos policiais militares foram chamados e o autor da morte do animal, além de outras pessoas, foram levadas ao plantão policial. Isto porque em meio à revolta dos populares um destes sacou uma arma de fogo e efetuou disparos no local indignado com o acontecido.

A surpresa ainda maior que a MORTE do cão de forma CRUEL foi a LIBERAÇÃO DO AUTOR do CRIME pelo Delegado que estava de plantão,que SEQUER CONSIDEROU O CRIME DE MAUS TRATOS praticada pelo então tutor do cachorro doente . O BO realizado foi de "Disparo de Arma de Fogo"... Como assim? E o assassinato covarde do animal ??!!!

Após levantarmos todas as informações durante o dia de ontem e hoje ficamos em contato durante a tarde deste sábado (09/01) com o Deputado Estadual Delegado Bruno Lima para que possa nos ajudar a não deixar esse crime covarde cometido contra esse anjo indefeso ficar impune.

Isso não acaba aqui

Apaja”


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias