Menu
Quinta, 17 de junho de 2021

Três meses depois, CEI da Covid em Jaú começa a ouvir testemunhas. TV Câmara não transmite

Instalada em março, comissão de investigação colhe depoimentos de advogado e de servidora da Assistência

11 de Jun 2021 - 08h:59 Créditos: Paulo César Grange, com assessoria Câmara
Crédito: Renata e Paulo Sérgio, os primeiros ouvidos pelos vereadores. FOTOS: Divulgação

O Departamento de Mídia da Câmara de Jahu divulgou nota ontem na qual faz um resumo da primeira reunião de oitivas de testemunhas. Os seja, primeira reunião para colher depoimentos de pessoas que possam colaborar na investigação sobre o uso de recursos recebidos pela Prefeitura para uso na pandemia. A CEI foi instalada em 10 de março. Ontem foi 10 de junho, três meses depois. A TV Câmara tem estrutura pronta para transmitir ao vivo a reunião, mas não está fazendo. Seria importante para o cidadão ter acesso e ver a transparência dos anos.

A seguir, a nota da Câmara:

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) aberta na Câmara Municipal de Jahu para apurar a utilização de recursos no combate à Covid-19 iniciou nesta quinta-feira, 10 de junho de 2021, a primeira reunião de oitivas de testemunhas. Na oportunidade, dois depoentes prestaram esclarecimentos aos vereadores membros da CEI e também a outros parlamentares e demais cidadãos e cidadãs presentes na Sala das Sessões da Câmara nesta tarde.


A primeira testemunha ouvida pelos parlamentares foi a servidora da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social de Jahu Renata Rocha Anjos Garcia, que teve seu depoimento iniciado às 13h30 e concluído por volta das 16h. Ela respondeu aos questionamentos realizados a respeito do uso de verbas e recursos públicos na área da Assistência Social, bem como aos trabalhos e políticas públicas desenvolvidas pela pasta a qual ela trabalha.

Na sequência, o advogado Paulo Sérgio Caciola também foi ouvido como testemunha. Ele foi inquirido a respeito dos recursos repassados pelo CMDCA, o Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes de Jahu, para a aquisição de cestas básicas no ano passado, ou seja, em 2020.

Os depoimentos foram colhidos na Sala de Sessões do Legislativo em reunião aberta ao público, respeitando as normas de saúde e as regras estabelecidas pelo Plano São Paulo. As oitivas foram conduzidas pelo presidente da CEI, Maurílio Moretti, com a participação do relator, Mateus Turini, do 1º secretário, Chico Quevedo, e dos membros Fábio Souza e Leandro Passos.

Eles também puderam contar com o auxílio de seus respectivos assessores parlamentares na anotação das informações prestadas e na elaboração dos questionamentos realizados. Além dos membros da CEI, passaram pelo Plenário para acompanhar os depoimentos os vereadores João Brandão, José Carlos Borgo, Luizinho Andretto e Tito Coló Neto. O vice-prefeito de Jahu, Tuco Bauab, também esteve presente durante as oitivas.

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) iniciou seus trabalhos no dia 10 de março deste ano. Desde então, os vereadores têm se reunido semanalmente para tratar de questões relativas à investigação do uso de recursos públicos, estaduais e federais, no combate à pandemia nos anos de 2020 e 2021. Recentemente, os vereadores também incluíram na pauta de temas a serem apurados pela CEI possíveis inconsistências na lista de pessoas vacinadas em Jahu.

Esta foi a primeira rodada de oitivas solicitadas por esta Comissão Especial de Inquérito, que ainda deve convocar novas testemunhas até a conclusão das investigações. A TV Câmara Jahu, em breve, vai divulgar na programação do canal legislativo uma reportagem completa sobre o evento, além de mais informações sobre os próximos trabalhos que serão realizados pela CEI da Covid-19.





widget de imagem

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias