Menu
Domingo, 09 de agosto de 2020

Secretaria de Saúde informa ações contra covid-19 e pede que população siga medidas preventivas

.

13 de Mai 2020 - 17h:28 Créditos: Redação, com PMJ
Crédito: Márcia Nassif, secretária da Saúde, em entrevista à TV Tem

A Prefeitura de Jahu anunciou recentemente o atendimento por telefone com médicos (telemedicina), admite que a cidade pode chegar a ter medidas mais restritivas do que atualmente. Divulga diariamente o boletim do coronavírus e realizou outras ações por causa da pandemia, incluindo a reserva de leitos na Santa Casa de Jaú para o tratamento da covid-19, com verbas estadual e federal. E tem outras coisas sendo feitas. A seguir, a Secretária de Saúde de Jaú, Márcia Nassif, fala o que tem feito, em nota encaminha pela Secretaria de Comunicação.

As ações são desde meados de 16 de março (quando surgiram os primeiros casos suspeitos de COVID-19).

Entre as medidas estão suspensão dos atendimentos de nutrição, psicologia, fisioterapia e viagens intermunicipais (salvo em casos de emergência), entre outros. Também foram adquiridos testes rápidos para aplicação em pacientes sintomáticos da doença, seguindo todas as orientações do Departamento de Vigilância Epidemiológica, equipamentos de proteção individual (EPI) para os funcionários e leitos de UTI, adquiridos por meio de convênio com a Santa Casa de Jahu.

“Além disso, estamos realizando a desinfecção de ruas no período noturno, contratamos médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, implantamos o serviço de Telemedicina para evitar aglomerações nas unidades básicas de saúde, implantamos o Disque Saúde para a população sanar dúvidas e obter orientações, reabrimos o Pronto Atendimento do Pedro Ometto aos finais de semana e feriados das 7h às 19h, participamos do Programa Mais Médicos do Brasil, Programa Mais Médicos Cubanos, e também do Programa Brasil Conta Comigo”, reforça a secretária de Saúde, Márcia Nassif.

CASOS EM DISPARADA - Ainda conforme a secretária, houve um aumento significativo no número de casos em poucos dias. Em 04 de maio, havia 36 casos positivos da doença. Em 11 de maio, 70 casos, e até o presente momento, 89 casos confirmados. “Muitas pessoas não acreditam na existência da doença e estão saindo desnecessariamente às ruas. Elas podem estar assintomáticas e contaminar outros indivíduos, colocando em risco não somente as pessoas, mas também o sistema de saúde de nossa cidade. Esses dados são preocupantes. As pessoas têm que usar máscara para proteger a si e aos outros, evitar aglomeração, usar álcool gel, lavar as mãos com água e sabão, sair às ruas somente em caso extremamente necessário, e ficar em casa. Estamos lutando contra um inimigo poderoso, cruel e invísivel”. 


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias