Menu
Quinta, 25 de fevereiro de 2021

Prefeito e médicos vêm a público para alertar sobre o vírus mutante: mata mesmo!

Peço à população, encarecidamente, por favor, é mais sério do que a gente imagina, disse o prefeito

14 de Fev 2021 - 16h:42 Créditos: Paulo César Grange
Crédito: Reprodução: Carlos, Cassaro e Brandão

Em pleno domingo, um dia depois de divulgar que a cidade de Jaú já tem contágio do vírus mutante do coronavírus, o prefeito Ivan Cassaro esteve na Santa Casa de Jahu, chamado pela instituição, para que ajude a reforçar a campanha de conscientização da população. O alerta é simples: se não tiver a conscientização de todos Jaú não vai vencer a pandemia e muitas mortes vão continuar a ocorrer.

Neste domingo, o boletim da Secretaria da Saúde informais seis óbitos, ou seja, 81 em fevereiro. E ainda mais um óbito de morador da região na Santa Casa de Jahu. E outros sete na lista de suspeitos (resultado do teste ainda não saiu).

Participaram da reunião o secretário de Saúde de Jaú, Rodrigo De Callis Brandão, e os médicos Carlos Moreira e Christiano Nassif. Nos três apelos divulgados em vídeo pela Secretaria de Comunicação o tom é o mesmo: mais rigor nas medidas de controle para evitar a propagação do vírus, como uso de máscara adequada, lavagem das mãos e distanciamento social.

"Peço à população, encarecidamente, por favor, é mais sério do que a gente imagina", disse o prefeito, pedindo ajuda para o enfrentamento do coronavirus. "Os médicos estão cansados, e cada médico, cada pessoal da saúde que se contagiar é um soldado a menos para combater a covid em nossa cidade".

Christian e Carlos

O médico Carlos Moreira disse que a Santa Casa está preparada faze tempo para essa batalha e que continua fazendo adequações, mas que é importante que o cidadão adote as três medidas mais básicas de proteção. Segundo ele, com isso, será menos traumático passar pela situação que a cidade vive de pandemia e colapso na saúde.

O médico Christiano falou que os médicos, gestores e população estão cansados em permanecer em isolamento social, mas que é necessário. "Agora, com essa variante na cidade a luta não muda, as medidas não mudam". E diz que é preciso a ajuda de todos, caso contrário "não conseguiremos conter o avanço dessa pandemia. É algo mais sério do que imaginávamos."


widget de imagem

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias