Menu
Sábado, 17 de abril de 2021

Bauru publica decreto pós-rebaixamento e permite bares abertos; Jaú deve tomar decisão nesta segunda

.

14 de Jun 2020 - 22h:00 Créditos: Paulo César Grange, com JC Net
Crédito: Gazzetta discutiu o Pacto Regional com prefeitos de cidades vizinhas por videoconferência, antes de editar o decreto (FOTO: Divulgação)

O prefeito de Bauru foi rápido e já neste domingo divulgou decreto para ajustar o funcionamento da cidade à medida do Governo de São Paulo, que rebaixou a região da fase 3 para a fase 2 do Plano São Paulo. Jau está no mesmo "rebaixamento" e também tem de restringir as medidas que permitem a abertura do comércio e outros estabelecimentos. Bauru tomou uma decisão, na qual vai mudar pouco o que vinha adotando, e basicamente reduz o tempo de horário de funcionamento;.. Bares e restaurantes têm permissão para abrir. Lá, academias, salões de beleza estavam funcionando e vão continuar com horário reduzido.

Jaú deverá anunciar nesta segunda o que vai fazer. A cidade permitiu a abertura de lojas de segunda  a sexta-feira seis horas por dia. Salões de beleza e barbearias também foram autorizadas a funcionar semana passada. Apesar de estar na fase Amarela do Plano SP, quando da criação desse sistema de retomada das atividades, a Prefeitura de Jahu manteve a cautela e não liberou tudo o que era permitido. 

Em relação a Bauru, o JC de Bauru divulgou a seguinte reportagem:

O prefeito Clodoaldo Gazzetta publicou, neste domingo (14), um novo decreto. O conjunto de regras marca o retrocesso do município da fase 3 (amarela) para a 2 (laranja) no cenário de flexibilizações. Os bares e restaurantes, que estavam autorizados a receber o público por seis horas diárias, terão de escolher se abrirão no horário do almoço ou jantar. Segundo o texto, tais estabelecimentos poderão funcionar apenas de segunda a sexta-feira, das 11h às 15h ou das 18h às 22h. O decreto entrará em vigor a partir desta segunda-feira (15).

Embora o governo estadual preveja a redução para quatro horas de operação dos shoppings e do comércio em geral, o decreto municipal mantém o atendimento ao público destes locais por seis horas. Porém, eles precisarão fechar aos finais de semana e feriados.

A pedido de vereadores, Gazzetta apresentou, em videoconferência, na manhã deste domingo (14), as principais diretrizes do decreto municipal antes da sua publicação. Além disso, o chefe do Executivo local enviará uma carta assinada pelos prefeitos das cidades que integram o Pacto Regional ao governo estadual.

O decreto recém-publicado também estendeu a quarentena para o dia 28 de junho deste ano. Abaixo, estão as novas recomendações para cada setor da economia:

COMÉRCIO EM GERAL

Atendimento ao público por seis horas: de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h. As lojas deverão fechar nos finais de semana e feriados.

SHOPPINGS

Atendimento ao público por seis horas: de segunda a sexta-feira, das 14h às 20h. As lojas deverão fechar nos finais de semana e feriados.

Praças de alimentação poderão funcionar apenas para venda por delivery ou consumo externo.

ESTÉTICA, BELEZA E ESTÚDIOS DE TATUAGEM

Atendimento ao público por quatro horas diárias: das 15h às 19h.

ACADEMIAS E CENTROS DE ATIVIDADE FÍSICA

Somente para tratamento com prescrição médica.

CLUBES E ATIVIDADES AO AR LIVRE

Autorizadas apenas atividades sem contato físico direto e desde que respeitado o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as pessoas.

No caso dos clubes, eles terão de reduzir o horário de atendimento ao público para, no máximo, quatro horas ininterruptas. Proibidas as atividades físicas na modalidade de circuitos e outras que adotem a prática do compartilhamento dos equipamentos.

RESTAURANTES, BARES, LANCHONETES, DOCERIAS E SORVETERIAS

Horário reduzido de atendimento ao público: de segunda a sexta-feira, das 11h às 15h ou das 18h às 22h. Proibido o consumo nos locais aos finais de semana e feriados.

Bares e estabelecimentos que realizem a venda de bebidas alcoólicas como atividade predominante poderão atender 10 clientes por vez, limitados a até três mesas. Proibido o consumo em pé ou nos balcões.

Demais estabelecimentos poderão funcionar com atendimento limitado a 20% dos assentos existentes.

Permitidas as mesas nas calçadas fronteiriças aos estabelecimentos, desde que mantida a faixa livre mínima de 1 metro para a circulação de pessoas.


FOOD TRUCKS, TRAILERS, CARRINHOS DE LANCHE, BARRACAS DE PASTEL E CONGÊNERES

Recomenda-se a comercialização por delivery ou drive thru.

Permitido o funcionamento com horário reduzido de atendimento ao público: até quatro horas ininterruptas, com encerramento às 22h. Proibido o consumo nos locais aos fins de semana e feriados.

A NOTÍCIA COMPLETA ESTÁ NO JC. CLIQUE AQUI


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias