Menu
Sábado, 24 de outubro de 2020

3 jauenses morrem em acidente na região de Botucatu na volta pra casa

Notícia atualizada às 14h20 com inclusão de mais uma vítima de Jaú e mais detalhes do HORA Notícias

14 de Set 2020 - 12h:21 Créditos: Paulo César Grange, com N Botucatu e SBT Central
Crédito: Nivaldinho, Celso e Valdir eram amigos e trabalhavam juntos: tragédia na rodovia (FOTO: Reprodução Redes Sociais)

Três moradores de Jaú morreram na noite de domingo em uma colisão entre um Volkswagen Kombi de Jaú e um Gol. O acidente interrompeu parte do trânsito na rodovia João Mellão (SP 255) a um quilômetro da ponte Raposo Tavares, que liga Itai a Avaré, segundo informações do portal N Botucatu. As vítimas são Nivaldo Zebini Filho, 20 anos, Valdir Domingos de Souza, de 45 anos; e Celso Alves, de cerca de 50 anos. Uma quarta morte é de Itaí, o professor de educação física José Luiz de Almeida, que também lecionava na APAE de Paranapanema.,

Os três estavam voltando do trabalho e estariam voltando após realizarem serviço naquela região. O N Botucatu explica o acidente: "A parte frontal do Gol ficou totalmente destruída. A Kombi sofreu danos consideráveis na lateral. Segundo relatos, há vítimas fatais, sendo dois ocupantes da Kombi, de Itai. As pessoas no Gol foram socorridas e encaminhadas a hospitais."



O site HORAH Notícias obteve mais detalhes do acidente e das vítimas. A seguir:

"Nivaldinho, como era conhecido, Celso e Valdir trabalhavam com soldas e prestavam serviço naquela cidade. Eles estavam em uma Kombi que bateu de frente com um VW Gol. Ambos os veículos tiveram danos materiais acentuados e as causas da colisão estão sendo investigadas pela polícia. Foi necessária a presença da Polícia Rodoviária (a rodovia ficou interditada nos dois sentidos por mais de uma hora), do Corpo de Bombeiros e de equipes de socorro."

E prossegue: "Nivaldinho era filho de conhecido comerciante do distrito de Potunduva, popularmente chamado ‘Parente’ da lanchonete; Valdir, o ‘Neguinho’, também era do distrito e de família conhecida no comércio local; Celso, que seria o motorista da Kombi, residia no Jd. Pe. Augusto Sani, Zona Oeste de Jaú. Valdir será velado no Conjunto Velatório Oswaldo Izzato em Jaú e provavelmente sepultado na manhã de amanhã (15), no cemitério de Potunduva; o velório de Nivaldinho deverá ser no próprio distrito, onde também será sepultado; segundo o serviço funerário, familiares de Celso ainda não haviam definido local do velório nem do sepultamento dele."

Veja a íntegra neste link. clique aqui

A informação da morte do professor foi obtida com o jornalsudoestepaulista.com.br. 

Nivaldo Zebini
Valdir Souza
Professor da APAE - reprodução jornal Sudoeste Paulista


Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias