Menu
Domingo, 28 de fevereiro de 2021

Jaú vai ter sinal sonoro par avisar que a enchente está chegando

SIRENE E MEGAFONE SERÃO USADOS PARA ALERTAR POPULAÇÃO, INFORMA HORAH

17 de Jan 2021 - 21h:17 Créditos: HoraH Notícia
Crédito: Limpeza do barro deixado pela enchente exigiu esforço dobrado e colaboração (FOTO: Divulgação)

POR FALTA DE MEDIDAS PREVENTIVAS, RIO JAÚ VOLTOU A TRANSBORDAR NOS MESMOS PONTOS DE SEMPRE

Enquanto a Prefeitura não conseguir preparar o leito do Rio Jaú e imediações com serviços capazes de prevenir enchentes, uma medida alternativa será adotada para alertar a população ribeirinha. Segundo o secretário da Mobilidade Urbana Márcio Almeida, “uma viatura da Defesa Civil vai passar nas margens do rio com a sirene ligada, várias vezes, e talvez a gente use até um megafone para a população não ser surpreendida com a água chegando na cama, como já aconteceu no passado”.

Essa decisão foi tomada enquanto a cidade enfrentava novo alagamento na noite da 5ª feira (14), a primeira na atual gestão. Os pontos mais críticos foram os mesmos de sempre, prova de que faltaram medidas preventivas na administração passada. “A população recebeu toda a nossa assistência e já aplaudiu o trabalho, porque nunca nenhum secretário nem vice-prefeito esteve lá, pessoalmente, na hora dessas ocorrências. Dessa vez nós estávamos lá, mostrando que o governo do prefeito Ivan Cassaro está junto com a população”, destacou Márcio Almeida. Nesse momento a equipe decidiu a nova estratégia de avisar a população de possíveis enchentes.

O secretário da Mobilidade Urbana Márcio Almeida (FOTO: Reprodução Web)

Atuaram juntos o vice-prefeito Tuco Bauab e os secretários da Mobilidade, de Esportes (para eventual uso de ginásios esportivos para acolher desabrigados), Chefia de Gabinete, Assistência Social e, na coordenação, o próprio prefeito. “Também tivemos o apoio do Batalhão da PM, que fez contato com Mineiros do Tietê e Dois Córregos (cidades na cabeceira do Rio Jaú) para avaliar o volume de água que estava vindo pra Jaú”, acrescentou Márcio Almeida. Caminhões-pipa da Defesa Civil de Bocaina e de usina sucroalcooleira foram usados na limpeza das áreas alagadas; já recuperado, um caminhão-pipa da Prefeitura também foi usado – outros dois continuam à espera de conserto.

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias