Menu
Quinta, 17 de junho de 2021

Incubadora inaugurada com festa por Agostini e ociosa é fechada e prédio devolvido

A entrega do prédio alugado e sem atividade por R$ 4.192,23 representa economia anual de R$ 50.306,76 aos cofres públicos

17 de Mar 2021 - 09h:31 Créditos: Paulo César Grange, com Secom Jahu
Crédito: Em maio de 2017 solenidade reuniu comissionados e familiares do homenageado

Em maio de 2017 teve festa para inaugurar a Incubadora de Empresas “Giuseppe Contatore” no Distrito de Potunduva. Os comissionados da Prefeitura de Jahu foram todos para lá, familiares do homenageado, imprensa... Nesta semana, o prédio foi desativado e devolvido ao proprietário depois de mais de R$ 330 mil gastos com o local que ficou ocioso desde o aluguel iniciado em 2014.

O assunto da incubadora praticamente inativa foi tema de reportagem no SBT Central da semana passada. Na oportunidade, o secretário de Desenvolvimento e Trabalho, Paulo Roberto Tebaldi, anunciava a intenção de encerrar o projeto.

Segundo ele havia apenas três empresas inscritas, porém, nenhuma delas realizava atividades no local. Desde janeiro, quando assumiu a pasta, o prédio já estava fechado. A primeira teria começado a usar o espaço apenas em 2019.


A nota da Prefeitura cita que "a incubadora não cumpria seu propósito original", por isso o prefeito Ivan Cassaro resolveu interromper o projeto. A entrega do prédio alugado e sem atividade por R$ 4.192,23 representa economia anual de R$ 50.306,76  aos cofres públicos.  Na reportagem que foi ao ar na TV chegou a se falar em R$ 330 mil gastos com aluguel desde 2014.  

O secretário Tebaldi diz que busca modernização do trabalho na incubadora através de um “espaço do empreendedor”, tornando o ambiente propício para implantação de startups e empresas que funcionem dentro do conceito de coworking (espaço onde várias empresas e freelancers compartilham o mesmo ambiente de trabalho e ideias).


widget de imagem

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias