Menu
Sexta, 14 de maio de 2021

Quarentena em São Paulo é prorrogada até 10 de maio na capital e no interior

Nos últimos dias, o número de casos de contaminação pelo coronavírus aumentou a pressão sobre os hospitais públicos e privados

17 de Abr 2020 - 17h:04 Créditos: Paulo César Grange, JC e Governo de SP
Crédito: Divulgação

O governo de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (17) que a quarentena vai até 10 de maio, pelo menos, para todos os municípios do estado. O estado tem 853 mortes por coronavírus. "Para reabrir o comércio e os serviços precisamos controlar melhor a contaminação e ter o sistema público de saúde em condições de atendimento para salvar vidas", afirmou o governador João Doria (PSDB).

O índice de isolamento no estado caiu para 49%, segundo o governador. O isolamento social foi determinado por decreto em 24 de março e já foi prorrogado uma vez, em 8 de abril, com validade até o dia 22, próxima quarta-feira. Nos últimos dias, prefeitos do interior do estado têm emitido decretos municipais permitindo a reabertura parcial ou total do comércio.

Os hospitais públicos de referência da capital, no entanto, já têm mais de 80% de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) por causa da Covid-19. As mortes nas periferias também têm aumentado. E cemitérios municipais já contabilizam cerca de 1/3 dos enterros como sendo de vítimas do novo coronavírus ou pessoas com exames de detecção da Covid-19 pendentes.

Nos últimos dias, o número de casos de contaminação pelo coronavírus aumentou a pressão sobre os hospitais públicos e privados, principalmente na rede privada. A taxa de ocupação de leitos de UTI já alcança 60% nas regiões metropolitanas da capital, litoral e interior. Algumas unidades da Grande São Paulo já atuam perto do limite de atendimento.

Outro sinal de alerta para a extensão da quarentena foi a queda do índice de isolamento social tanto na média estadual como na medição específica da capital. Na última quinta (16), o Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP), operado em parceria entre operadoras de telefonia móvel e o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas) da USP, ambos os índices atingiram apenas 49% – a taxa considerada ideal é de 70%.

O Governo de São Paulo também vai intensificar as orientações educativas da Vigilância Sanitária do Estado, com apoio da Polícia Militar e de agentes municipais de fiscalização. Ao longo desta semana, a fiscalização de estabelecimentos que descumpriam a quarentena foi concentrada na Grande São Paulo.

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias