Menu
Domingo, 28 de fevereiro de 2021

“Nunca tivemos tantos pacientes internados como agora. Pacientes graves e novos, com menos de 40 anos”

Alerta foi feito pelo provedor da Santa Casa de Jahu, Alcides Bernardi Júnior, em entrevista à Rádio Piratininga

18 de Jan 2021 - 11h:52 Créditos: Paulo César Grange
Crédito: PC Grange/Jaumais

O cenário de hoje era impensável dois meses atrás quando se fala em covid. Em 13 de novembro a Santa Casa de Jahu só tinha 16 pacientes internados e o número caia dia após dia. Hoje, em 18 de janeiro, o número só cresce. Já está em 76 o número de pessoas internadas. Uma disparada sem precedentes. São 45 na enfermaria e 31 na UTI.

“Nunca tivemos tantos pacientes internados como agora. Pacientes graves e novos, com menos de 40 anos”, diz o provedor da Santa Casa de Jahu, Alcides Bernardi Júnior, em entrevista ao radialista Beto Cassolo, da Rádio Piratininga, na manhã de hoje. “E são pacientes graves e jovens, vários pacientes de 32 anos, com menos de 40 anos. Está complicado. Esperamos não ter que mandar pacientes de Jaú para cidades de fora.”

No início e meados de novembro esperava-se que Jaú e região subisse para a fase Azul no Plano São Paulo. Agora, já rebaixado para a fase Laranja, espera-se regredir para a Vermelha na próxima atualização pelo governo do Estado. Bernardi Júnior diz “achava que a pandemia ia terminar” em novembro, quando chegou ao menor nível de ocupação na UTI. “Agora é o contrário”.

Pacientes de outras cidades, segundo o provedor, são internadas nos leitos do SUS (18 entre UTI e enfermaria). Quando não há vagas são direcionados para o sistema de regulação de vagas do Estado, a CROS. E, nesse caso, o paciente em vem para a Santa Casa. Em relação a pacientes de Jaú todos ainda estão sendo atendidos no próprio hospital.

Alerta - “Peço que a população não se aglomere, que use máscara, lave as mãos, use álcool gel, mantenha distância quando vai às compras.

Mais leitos – O provedor da Santa Casa disse que está ampliando com recursos próprios o número de leitos de UTI. A questão é se vai ter respirador para todos e quem vai pagar a conta pelo atendimento. “Estamos terminando mais uma parte para aumentar mais 12 leitos. A parte do primeiro andar deverá ficar com 40 leitos. Isso até o fim do mês.”

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias