Menu
Sábado, 17 de abril de 2021

CARLINHOS RELOJOEIRO É MAIS UMA DAS QUASE 300 VÍTIMAS DA COVID

O sepultamento será às 16h15 no Cemitério Municipal de Jaú, em caixão lacrado e sem velório, seguindo os protocolos em óbitos por covid

25 de Fev 2021 - 12h:16 Créditos: HoraH Notícia
Crédito: CARLOS NÁLIO TINHA 62 ANOS E ESTAVA HÁ QUASE 50 NA PROFISSÃO, SENDO UM DOS MAIS CONHECIDOS DO RAMO EM JAÚ (FOTO: Reprodução Redes Sociais)

empresário e comerciante Carlos Celso Nálio é mais uma das quase 300 vítimas fatais da Covid-19 em Jaú. Aos 62 anos de idade, ele faleceu nesta 5.a feira (25) na UTI da Santa Casa, onde estava internado e havia sido intubado no último domingo (21). O sepultamento será às 16h15 no Cemitério Municipal de Jaú, em caixão lacrado e sem velório, seguindo os protocolos determinados pela Vigilância Sanitária para óbitos por Covid.

Carlinhos deixa a esposa Vera e dois filhos, Joyce e Jeferson, além de dois netos. Iniciou-se na profissão de relojoeiro no Mercadão Municipal de Jaú na década de 1970 e depois empreendeu o próprio negócio, instalando-se à Rua Miguel Nassif Name, Vila Sampaio, onde permanece até hoje. Segundo apurou HORAH, os familiares de Carlinhos também foram acometidos pelo coronavírus, passaram por tratamento e foram curados; porém, o quadro dele evoluiu gravemente e o levou a óbito.

O serviço funerário e a administração do cemitério informaram que o corpo deve deixar a Santa Casa por volta das 16h e chegar ao cemitério às 16h15. Uma pequena cerimônia deve ocorrer no local, com a presença de um religioso para as orações. Familiares mais próximos poderão acompanhar, mas com resguardo de distância e outras regras impostas pela Vigilância. Como de praxe nesses casos, funcionários da funerária e do cemitério estarão trajando vestimentas especiais de proteção contra a Covid.

PARA LER DIRETO NO PORTAL HORA H CLIQUE AQUI

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias