Menu
Sexta, 14 de maio de 2021

Ministro do STF suspende nomeação de Ramagem para comando da PF

A indicação de André Ramagem para diretor-geral da Polícia Federal foi feita por Bolsonaro nesta terça-feira (29)

29 de Abr 2020 - 11h:29 Créditos: JC Net
Crédito: Reprodução - Ramagem ao lado de filhos de Bolsonaro

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta quarta-feira (29) a nomeação de Alexandre Ramagem para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal, atendendo a um pedido de liminar feito pelo PDT, mostrou o andamento do processo no site do Supremo.

"Defiro a medida liminar para suspender a eficácia do Decreto de 27/4/2020 (DOU de 28/4/2020, Seção 2, p. 1) no que se refere à nomeação e posse de Alexandre Ramagem Rodrigues para o cargo de diretor-geral da Polícia Federal", afirmou Moraes em sua decisão.

Na ação, o PDT alega que Bolsonaro incorreu em abuso de poder por desvio de finalidade ao indicar o delegado para a função com a intenção de "imiscuir-se na atuação da Polícia Federal".

Ramagem foi chefe da segurança de Bolsonaro durante a campanha eleitoral de 2018, após o então candidato sofrer um atentado, e tornou-se uma pessoa próxima da família do presidente, especialmente do vereador pelo Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro.

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias