Menu
Domingo, 09 de maio de 2021

Candidatos a prefeito de Jaú já gastaram quase R$ 600 mil na campanha e ainda faltam mais de 15 dias

Maior parte dos valores é proveniente de repasse dos partidos do dinheiro do fundo eleitoral

30 de Out 2020 - 15h:47 Créditos: Paulo César Grange, com HORAH Notícias
Crédito: Giuliano Griso, o mais gastão até agora. Foto: Divulgação

Com base no levantamento feito pelo portal Hora H Notícias, do jornalista Hailton Medeiros, mostrando os gastos individuais dos sete candidatos a prefeito de Jaú, até o dia 23 de outubro, data da primeira prestação de contas obrigatória, dá pra afirmar que a campanha dos políticos em Jaú já consumiu quase R$ 600 mil. A soma dos quatro candidatos com mais recursos e repasses vultosos dos partidos por meio do fundo eleitoral (dinheiro público) chega a R$ 588 mil. Os três "nanicos" gastaram juntos R$ 1 mil. Portanto, a soma chega a R$ 589 mil até o momento. 

Abaixo, a reportagem do Hora H (se preferir ler direto lá, clique aqui)

Números oficiais da Justiça Eleitoral, contabilizando a 1.a prestação de contas parciais dos gastos da campanha para prefeito de Jaú até 23 de outubro, indicam que Giuliano Griso, do MDB, foi o candidato com mais despesas contratadas. Foram R$ 183.665,58 investidos na campanha, contra R$ 152.611,70 do segundo colocado, o empresário Ivan Cassaro, do PSD.

Eduardo Romão, agrônomo que disputa a prefeitura pelo Cidadania, ficou em 3.o lugar nesse ranking de gastos contratados para a campanha com R$ 134.917,66 até então; o 4.o colocado é o médico Dr. Paulo de Tarso, do PSL, com R$ 117.560,45.

A discrepância é grande para os outros três candidatos. A professora Cris Banhol, do PSTU, gastou R$ 850, enquanto Cabo Marcelo Clein (Jaburu), do PRTB, investiu R$ 150 na campanha e o candidato do PSOL, Professor Lauro Pacheco, não gastou nenhum real para divulgar a candidatura.

Giuliano Griso

Griso é o candidato que mais gastou despesas nas eleições municipais (Foto: Justiça Eleitoral)

O candidato do MDB informou à Justiça Eleitoral que gastou R$ 71,7 mil em ‘despesas com pessoal’, cerca de R$ 58,3 mil para produção de materiais impressos e adesivos.

Além dos valores, também consta a contratação de serviços advocatícios, que corresponde a R$ 20 mil, outros R$ 21.550 com baixa de estimáveis — recursos de pessoas físicas, R$ 13 mil com locação/cessão de bens imóveis, R$ 10 mil para serviços contábeis e outros R$ 10 mil para impulsionamento de conteúdo nas redes sociais. Veja todas as contratação do candidato (Clique aqui).

Ivan Cassaro

Ivan Cassaro foi o segundo que mais destinou recurso para sua campanha (Foto: Justiça Eleitoral)

Em relação a Ivan Cassaro, o empresário destinou R$ 82.570 para atividades de militância e mobilização de rua, R$ 30,4 mil para produção de materiais impressos e adesivos, R$ 22,1 mil para cessão ou locação de veículos e R$ 7,4 mil para impulsionamento de conteúdo nas redes sociais. Confira todas as despesas contratadas de Ivan Cassaro (Clique aqui).

Eduardo Romão

Eduardo Romão é o terceiro colocado no ‘ranking do mais gastões’ (Foto: Justiça Eleitoral)

Dos R$ 134.917,66 declarados por Eduardo Romão, o candidato do Cidadania optou em destinar aproximadamente R$ 61,2 mil para materiais impressos e adesivos, R$ 49,5 mil para atividades de militância/mobilização e rua, cerca de R$ 18,4 mil para despesas com transporte, deslocamento e locação de veículos, além de R$ 5 mil para impulsionamento de conteúdo. Saiba todos os gastos contratados pelo político (Clique aqui).

Paulo de Tarso

Paulo de Tarso ficou em quarto lugar em relação aos candidatos que mais gastaram até o momento (Foto: Justiça Eleitoral)

O candidato gastou R$ 45 mil na produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, R$ 30 mil foram destinados para serviços advocatícios, R$ 18,5 mil em serviços prestados por terceiros R$ 18,5 mil, R$ 12,6 mil em materiais impressos e R$ 11,4 mil para impulsionar conteúdos nas redes. Veja todas as despesas contratadas de Paulo de Tarso (Clique aqui).

Cris Banhol

Campanha de Professora Cris Banhol é uma das que gastou menos recurso (Foto: Justiça Eleitoral)

Em relação às contas da professora Cris Banhol, a candidata destinou R$ 850 para publicidade na produção de materiais impressos. Veja os gastos da candidata do PSTU.

Cabo Marcelo Clein (Jaburu)

Cabo Marcelo Marcelo Clein, ainda não gastou nada (Foto: Justiça Eleitoral)

Apesar do lançamento de R$ 150 para  recursos de pessoas físicas, consta no Portal da Justiça Eleitoral que o candidato não gastou nada. Acompanhe os gastos do candidato (Clique aqui)

Professor Lauro Pacheco

Candidato do PSOL não gastou nada até agora (Foto: Justiça Eleitoral)

O candidato do PSOL não gastou nada em sua campanha eleitoral. Acompanha os gastos do candidato (Clique aqui)

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias