Menu
Domingo, 11 de abril de 2021

Rafael Agostini chama vereador amigo e mais um para inaugurar cemitério no fim do mandato

Com placa do dia 4 de dezembro, o prefeito chamou o vereador Lucas Flores e o coordenador do Cemitério Ana Rosa de Paula para tirar foto oficial

30 de Dez 2020 - 18h:58 Créditos: Paulo César Grange
Crédito: Divulgação, prefeitura

O prefeito Rafael Agostini não quis deixara o para o sucessor, Ivan Cassaro, as honras de inaugurar o Cemitério Municipal “Parque das Flores”. Com placa do dia 4 de dezembro, o prefeito chamou o vereador Lucas Flores e o coordenador do Cemitério Ana Rosa de Paula, Emerson Fernando Chrispim (Mamutte). E mais um fotógrafo oficial. E declarou inaugurado o cemitério cuja área foi comprada pela Prefeitura em 2013.

Se não fosse por meio do release oficial quase ninguém saberia que o cemitério foi inaugurado. A obra foi alvo de ações judiciais, que questionavam o valor de cerca de R$ 8 milhões pagos pelo Município aos empresários Antonio Ailton Caseiro e Newton Fraschetti. Anunciado como solução ao problema da superlotação nos demais cemitérios, o Parque das Flores finalmente é inaugurado.

Decreto de outubro estabelece que a utilização do local para sepultamento segue as mesmas regras do cemitério da Avenida Frederico Ozanan e do Distrito de Potunduva. No release enviado neste dia 30 de dezembro de 2020, Agostini ressalta que não é todo mundo que poderá comprar área na nova necrópole.

“...a aquisição de um jazigo no Cemitério Municipal “Parque das Flores” poderá ser feita somente na ocorrência do óbito de um ente querido onde não houver vaga para o sepultamento nos outros cemitérios municipais”, diz o prefeito.


NOTA OFICIAL

Abaixo, a nota da Prefeitura sobre a inauguração do local:

“A Prefeitura de Jahu, por meio das secretarias de Projetos e Mobilidade Urbana, inaugurou nessa quarta-feira (30/12) o Cemitério Municipal “Parque das Flores”.

Baseado no estilo de cemitério gramado tipo parque (com ampla área verde e jazigos subterrâneos, cobertos por gramado e o túmulo identificado por uma placa apenas) e aproximadamente 50 mil metros quadrados de terreno e área construída de 441,64 metros quadrados, o Cemitério Municipal “Parque das Flores”, situado à Rua Reynaldo Perosi, 11, Jardim Bela Vista, comporta 582 jazigos. Tem capacidade para construção de mais de 8 mil jazigos, com 3 túmulos cada, e capacidade para construção de 756 jazigos para animais, em área reservada específica para ampliação futura. Conta com prédio administrativo, contendo duas salas para velórios, copa de uso público, sanitários masculino, feminino e sanitários para pessoas com necessidades especiais (masculino e feminino), sala administrativa com sanitário para pessoas com necessidades especiais e copa para funcionários. Também possui praça com 20 bancos de concreto (localizada entre o prédio administrativo e a área dos jazigos), prédio de apoio para funcionários, com copa/refeitório, vestiários masculino e feminino, depósito de ferramentas e varanda e cinco poços de monitoramento de águas subterrâneas. O valor de investimento da obra foi de R$ 2.515.419,42 de recursos próprios.

“Uma obra histórica e importante que a nossa administração realizou. Iniciamos esse trabalho no primeiro mandato, com a desapropriação da área, que já contava com toda infraestrutura necessária, como água, esgoto, guias e sarjetas, asfalto, muro, portão e coletores de necrochorume. Em nosso segundo mandato, foram feitas obras complementares para o funcionamento do cemitério, como 582 jazigos estilo jardim (como nos principais cemitérios que temos em cidades modernas do mundo). Essa área conta com todas as licenças da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), necessárias para seu funcionamento. Este tipo de cemitério surgiu na Europa, na década de 1950. No Brasil, foi instalado por volta de 1960, inicialmente em São Paulo e Rio de Janeiro, mas se consolidou nos anos seguintes em outras grandes capitais, como Curitiba e Salvador. Queremos criar um ambiente sereno, que favorece a reflexão, a introspecção e as homenagens de forma tranquila, além de resolver um problema histórico que tínhamos na cidade, com a falta de terrenos e vagas para sepultamentos. Ressaltamos que a aquisição de um jazigo no Cemitério Municipal “Parque das Flores” poderá ser feita somente na ocorrência do óbito de um ente querido onde não houver vaga para o sepultamento nos outros cemitérios municipais”, reforça o prefeito Rafael Agostini.

Nenhuma pessoa poderá ser sepultada sem a apresentação da certidão de óbito. Para aquisição dos jazigos e realização de demais serviços a serem executados, o munícipe deve entrar em contato no Cemitério “Ana Rosa de Paula” pelos telefones 3624-7707 ou 99778-6501 ou na Avenida Frederico Ozanan, 1339.



widget de imagem

Deixe um comentário


Leia Também

Veja mais Notícias